Top 3 Melhores Apps que Envelhece (2020)

0

Confira logo abaixo os três melhores aplicativos que envelhece o rosto, saiba quais são os perigos de usar esse tipo de aplicativo, veja se é verdade que esses aplicativos roubam dados e ainda confira muito mais.

A nova sensação do momento é tirar foto que envelhece o rosto, e depois que alguns aplicativos lançaram essa função veio a tona diversos assuntos, algumas pessoas falam que esses aplicativos roubam dados, e por isso vamos falar sobre tudo isso logo abaixo.

Apps que envelhece o rosto (Número #2 é o melhor)

Aplicativos que mudam o rosto das pessoas ganharam força depois do sucesso do FaceApp. O programa voltou a ter popularidade nos últimos tempos, depois que celebridades e outras pessoas começaram a postar nas redes sociais fotos que mostravam como seriam se fossem mais velhos.

O filtro de idoso fez o aplicativo fazer sucesso e ultrapassar de forma rápida grandes aplicativos como Facebook, WhatsApp e Youtube, e se tornar o mais baixado nos últimos tempos. Logo abaixo vamos mostrar detalhes dos aplicativos que se tornaram febre na App Store e na Google Play Store.

1- FaceApp

O FaceApp ficou conhecido no ano de 2017, e conseguiu voltar a subir nos rankings de aplicativos mais instalados depois de estrear um filtro que transforma o usuário em sua versão mais velha.

A função do aplicativo não é nova, mas o resultado oferecido pelo aplicativo agradou muito o público. O aplicativo usa um sistema de reconhecimento facial capaz de criar uma versão fiel da pessoa quando criança, em outro gênero, ou mudando a cor do cabelo, dentre outros. Na opção de idoso, o aplicativo adiciona rugas ao rosto e cabelo branco.

VEJA TAMBÉM ESSE POST:  Carros aceitos no Uber 2020: Qual o ano mínimo?

Baixe FaceApp na App Store
Baixe na Google Play

Top 3 Melhores Apps que Envelhece
Neymar usando o FaceApp e envelhecendo o rosto

Existe versão grátis com limitações
A versão paga do FaceApp custa 19,90 por mês

2- Envelhecimento Facial Velho (O melhor)

O aplicativo envelhecimento facial velho é outro aplicativo que deixa o usuário velho e que parece tentar capitalizar com o sucesso que a ferramenta fez nos últimos tempos. Porém, a sua proposta é bem mais simples, ele aplica um leve filtro que simula rugas no rosto da pessoa e oferece opções de montagens para incrementar a foto manualmente. As avaliações desse aplicativo na App Store não são das melhores, mas ainda assim, os downloads foram muitos.

Baixe na App Store

3- AgingBooth

Antigo aplicativo de modificação de rosto, o AgingBooth conseguiu voltar a sua popularidade no ano de 2019, aproveitando o sucesso do FaceApp. A proposta é muito parecida, fotografar o usuário e criar, de maneira automática, um envelhecimento artificial.

O maior diferencial do Aging Booth é a possibilidade de executar o filtro sem estar conectado com a internet. Mas, por outro lado, como o recurso não usa um processamento sofisticado em nuvem, o resultado não tem a mesma fidelidade do FaceApp.

Baixe AgingBooth na Google Play
Baixe na App Store

Bônus: Oldify

O Oldify é também um aplicativo de envelhecimento que permite que o usuário escolha quantos anos mais velho ele quer parecer na foto, pode ser mais de 40, 60 ou 90 anos, quem escolhe é o usuário. Além disso, ele também pode personalizar a imagem com acessórios 3D, como diferentes estilos de cabelos, óculos, chapéus, dentre outros.

VEJA TAMBÉM ESSE POST:  Uber Eats de Bike vale a pena em 2020? (Minha experiência)

Nesse aplicativo também é possível fazer o processo de envelhecimento em vídeos. O aplicativo permite fazer imagens com várias expressões diferentes e editar o áudio para que sua voz pareça a de alguém mais velho.

Baixe Oldify na App Store
Baixe na Google Play

É curioso, que o desenvolvedor desse aplicativo tem também em seu portfólio outros aplicativos que tem a mesma proposta, que é a modificação da imagem. Como é o caso do Baldify que deixa o usuário careca na foto, o Zombify que mostra a versão zombie da pessoa e a Fatify para deixar o usuário gordo na foto.

VEJA TAMBÉM: Como resetar Moto G5 travado
Melhores podcasts no Spotify

FaceApp rouba dados?

Editando no FaceApp envelhecendo

O FaceApp é um aplicativo que usa inteligência artificial para mostrar como uma pessoa vai ficar no futuro, para transformar selfies de mulher em homem e vice-versa, esse app voltou a ficar conhecido no Brasil. Nos últimos tempos, anônimos e famosos estão usando muito esse aplicativo e postando as transformações nas redes sociais.

Porém, o FaceApp está cheio de polêmicas há muito tempo. O aplicativo é acusado de roubas os dados dos usuários devido a sua política de privacidade. Além disso, o aplicativo já foi investigado nos Estados Unidos pelo FBI (o Departamento Federal de Investigação), já fez com que o Google e a Apple recebessem multas no Procon, o aplicativo foi chamado de racista por branquear fotos de pessoas negras e pode colaborar com o chamado deepfake.

Dependendo da interpretação, a política de privacidade e os termos de uso dariam à Wireless Lab, que é a empresa russa responsável pelo aplicativo, a possibilidade de coletar alguns de seus dados, como: as fotos que são escolhidas pelos usuários, o histórico de compras, a banda consumida pelo aplicativo, o modelo do celular, a resolução da tela, tipo de sistema operacional, dados das redes sociais se o login for feito por outra plataforma e alguns dados da navegação online do usuário.

VEJA TAMBÉM ESSE POST:  Como pedir Uber Ida e Volta (adicionar parada)?

A política de privacidade do aplicativo foi atualizada no dia 4 de junho. A empresa afirma que usa provedores de nuvem terceirizados – Google Cloud Platform e Amazon Web Services para processar e editar as fotos.

Além disso, realiza o processo com criptografia dentro do celular, garantindo que só usa as fotos que o usuário seleciona e que elas ficam armazenadas na nuvem por um tempo de 24 a 48 horas, caso sejam necessárias mudanças dos usuários.

E, a Wireless Lab também fala que essas informações podem ser usadas para melhorar o aplicativo, direcionar anúncios e para prevenir fraudes. E, também conta que os dados podem se tornar anonimizados, ou seja, sem informações pessoais que identifiquem o usuário. Mas os termos de uso também concedem a empresa uma licença livre de royalties para usar as fotos do usuário para fins publicitários, sem pedir autorização.

Perigos de usar aplicativos de envelhecimento

Os perigos de usar os aplicativos de envelhecimento é que esses aplicativos tem acesso a suas fotos e vídeos, e caso você entre por meio de outra rede social, o aplicativo vai ter acesso a mesma. Portanto, é muito importante ficar atento a esses aplicativos, pois eles podem ter acesso a alguns dados pessoais seus, como é o caso de fotos e vídeos, então fique ligado.

Luiza
Gosto de escrever sobre entretenimento. Assisto TV o dia inteiro, sei das fofocas dos famosos e novidades do entretenimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui